A IMPORTÂNCIA DO OFICIAL R-2 (Reserva não remunerada)

Transcrevemos abaixo texto em homenagem a todos os oficiais R-2 que são Leões. “O Major Apollo Miguel Rezk não é apenas mais um destaque nacional, é nada menos que o MAIOR HERÓI BRASILEIRO DA 2ª GUERRA MUNDIAL. Foi condecorado com as quatro medalhas de guerra brasileiras, além das medalhas americanas: Estrela de Prata e a Cruz dos Serviços Notáveis. Esta última, *uma das maiores condecorações por BRAVURA do governo dos Estados Unidos até hoje*. Ele foi o ÚNICO não norte-americano a receber tal honraria na Campanha da Itália, na 2ª Guerra Mundial. Um Oficial R-2, aspirante da Turma de 1939 do CPOR-RJ que, já como economista formado e 1° Tenente R-2, foi convocado para ir ao Teatro de Operações da 2ª Guerra Mundial, juntamente com outros 432 oficiais R-2, que se incluíam nos 1.070 Tenentes e Aspirantes no total da tropa brasileira, representando 40,5% do total destes oficiais. Dos doze oficiais combatentes tombados no cumprimento do dever, meia dúzia eram da reserva. Exatamente a metade. A história do Major R-2 Apollo Rezk é motivo de palestras pelo CNOR (Conselho Nacional de Oficiais da Reserva) há décadas. Um herói esquecido. Morreu já cego, no posto de Major, bastante debilitado, em 1999, quando o EUA mandou um representante do governo americano para o seu funeral. Um Oficial Superior fardado, que assim se pronunciou: “Eu não entendo vocês brasileiros. Na minha terra, alguém com as importantes condecorações de guerra do major Apollo teria recebido, ao longo de sua vida, as homenagens, o respeito e a gratidão do seu povo.” O exemplo do Major R-2 Apollo Rezk, e de tantos outros, nos mostra:...